Concreto reciclado

Concreto reciclado: uma solução para materiais desperdiçados na obra

O concreto, principal elemento construtivo de muitas obras, constantemente resulta em sobras na construção, seja como uso incorreto (excesso de concreto preparado gerando sobras ou mesmo demora em sua utilização após pronto, o que resulta em sua cura e consequentemente perda de uso correto). No entanto, estas sobras somadas às demolições feitas em outras obras, podem resultar no concreto reciclado. E esta reciclagem de concreto irá contribuir bastante para a sustentabilidade, pois diminuirá a extração dos materiais necessários para a confecção de novos concretos.

Origem do concreto reciclado

Este conceito de concreto reciclado é utilizado há muito tempo em países como Inglaterra, Alemanha, Holanda e Japão. No entanto no Brasil esta tecnologia ainda está em baixa, pois apenas cerca de 5% das obras utilizam esta opção sustentável. A origem do concreto reciclado é feita de sobras de obras novas e de obras de demolições, sendo a contribuição de 50% para cada uma das obras.

Em obras novas e executadas de maneira correta, estima-se que o desperdício de material chegue a até 10% do material entregue. Este desperdício pode ser por sobras previamente planejadas, como margem extra de materiais de acabamento para imprevistos, ou por tocos de cerâmicas e sobras de chapiscos e rebocos. Portanto vale ressaltar um detalhe no início do parágrafo: EXECUTADAS DA MANEIRA CORRETA, pois em obras feitas sem projetos e sem acompanhamento técnico esta porcentagem pode aumentar, e muito!

De todo o material que sobra de obras e demolições, 90% deles podem ser reutilizados. As exceções ficam por conta dos materiais que contenham substâncias contaminantes (como cloretos, produtos químicos fortes e óleos), os pigmentados e os que possuem adições de fibras.

Como reciclar o concreto

Segundo a Votorantim, uma das maiores produtoras de cimento do país, o concreto pode ser reutilizado tanto no estado ainda fresco quanto no estado endurecido.

Para o concreto fresco existem duas formas de reciclar. A primeira é feita pela adição de aditivos estabilizadores que reduzem a velocidade de hidratação do concreto deixando-o fresco por mais tempo. A outra forma é utilizando equipamentos mecânicos que realizam a lavagem forçada do material com água sobre pressão. Isto servirá para que sejam separados o cimento dos agregados.

Já para o concreto endurecido é necessário um britador especial para triturar o material. Porém por ser um triturador de mandíbula de grande porte, é indicado que seja utilizado nas instalações das recicladoras ou nos canteiros de obras maiores que hajam espaço físico para o equipamento.

Dados do concreto reciclado

Este concreto é reutilizado no lugar dos agregados convencionais, podendo substituí-los em até 25%, sem que haja alterações das propriedades mecânicas.

Inicialmente ele é mais indicado para obras não estruturais, como pavimentações e assentamento de tijolos. O seu uso em concretagem de lajes também já foi feito, e os resultados foram muito satisfatórios. Isso se dá porque em alguns casos o concreto reciclado consegue superar os resultados obtidos pelo concreto convencional. Mas o uso deve ser cuidadoso, porque normalmente eles são cerca de 20% mais fracos.

No entanto, se tiver em mãos a tecnologia adequada e realizar a reciclagem correta, este concreto pode ser utilizado em concretos estruturais de 30 a 40 Mpa de resistência.

Dúvidas de como utilizar?

A norma “ABNT NBR 15116 – Agregados reciclados de resíduos sólidos da construção civil  – Utilização em pavimentação e preparo de concreto sem função estrutural – Requisitos” orienta e dita os conceitos e requisitos necessários para utilizar o concreto reciclado.

E além da norma, a Arabika Engenharia está aqui para lhe orientar no que precisar. Somos uma empresa de engenharia apta a lhe auxiliar, pois sustentabilidade é nossa missão! Afinal um mundo mais sustentável fará bem à todos!!

 

Abraço, equipe Arabika.

www.arabika.com.br

Deixe uma resposta